LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós." (Clarice Lispector)

Seguidores

REFLEXÃO

"Por mais que se mantêm em consideração as circunstâncias do tempo, do lugar, do gênio do povo, dos seus conhecimentos, de suas inclinações, falham os cálculos, desmoronam-se os edifícios, inutilizam-se os trabalhos e só se colhe o conhecimento de que não se acertou e que o coração do homem é um abismo insondável, e um mistério que se não pode entender". (Frei Caneca)




13 de dezembro de 2009

FIDELIDADE (Cacau Loureiro)


Quando decidimos o caminhar juntos é preciso ter o espírito
destituído do egoísmo, é necessário ampliar a sensibilidade.
É olhar, ver, ouvir, sentir sem máculas.
Fazer com que os corações batam em uníssono é tarefa para
os escolhidos na sopro supremo dos afetos.
Abrir mão das vaidades é exercício constante do dia a dia, é
apurar o olhar para estar acima do olhar meramente humano.
Aliança é mais que presente, é dádiva!...
Dividir a vida, os ideais, os sonhos, requer compromisso e
sacrifício para que as mãos estejam unidas sob qualquer condição.
Pensar o caminho olhando o outro é apreender o divino em nós.
Estar junto está muito além de assinar um contrato de partilha, é
aceitar um compromisso de doação de amor constante, sem limites.
A parceria do afeto é feita sob o alicerce da lealdade, sob o cume
altaneiro da justiça, é firmá-lo ante as montanhas colossais
da verdade e diante dos verdejantes campos da esperança.
Estar sintonizado no amor real é deixar as ondas da emoção
cobrir a todos que nos rodeia, é deixar o sol brilhar em nós e
espargir-se sobre todos. É imergir inteiro no mar que nos limpa
das mágoas e dos ressentimentos.
Saber se dar é lançar as sementes da benignidade esteja a terra
arada ou não; é caminhar sobre pedras com a atenção necessária
para salvar os brotos da afeição.

Amar verdadeiramente é perceber a escuridão que está no outro
e fazer-se farol para lhe lançar luz ateando o fogo que vivifica.
Na jornada da existência há lágrimas, há sorrisos, há momentos
de extrema decepção e de extrema felicidade, tudo isto para que
edifiquemos nossos espíritos para algo muito maior que nós.
Diante da escolha sagrada, sob a égide do Pai Excelso quem não
se edifica para Ele não se edifica para os homens, não se edifica
para viver a vida na plenitude do amor.
É preciso haver dignidade que também dignifique o outro,
ser uma só carne, ser dois “inteiros”, conquistar-se um ao outro
persistentemente, ter paciência, ter coragem para laborar
constantemente a verdade maior que há em nós de que o
mais importante é o amor, eis a lei imutável que vem de
Deus e que promove a Fidelidade entre os seres.

Um comentário:

Bloguinho da Zizi disse...

Lindo Claudia, Lindo.
uma semana repleta de luz pra você,
beijinhos