LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós." (Clarice Lispector)

Seguidores

REFLEXÃO

"Por mais que se mantêm em consideração as circunstâncias do tempo, do lugar, do gênio do povo, dos seus conhecimentos, de suas inclinações, falham os cálculos, desmoronam-se os edifícios, inutilizam-se os trabalhos e só se colhe o conhecimento de que não se acertou e que o coração do homem é um abismo insondável, e um mistério que se não pode entender". (Frei Caneca)




21 de outubro de 2009

CLARO-ESCURO (Cacau Loureiro)


Deflagro em meus lábios a chama ardente
que fugiu dos teus implorando para que a
madrugada não se esvaia.
Quero consumir da tua essência todo o fogo,
toda a gama de emoções que o mau tempo
nos furtou.
A tempestade cessou, só restam as poucas
lembranças do passado.
O ontem corroeu minhas entranhas e são
estranhas as imagens que revolvo.
Um mar revolto inundou meus sentimentos
abarcando toda a minha juventude.
Quero viver tudo ou pouco que me resta,
pois em arestas já não temo esbarrar.
Vivi o auge, o ápice do meu espírito, hoje
tão vivo que me faz verter em risos, todo
o negrume, toda a névoa do tempo envelhecido.
A tempestade passou... o sol reina apesar
de reticente em meu olhar.
Retomemos o caminho, posto que iluminaram
nossas vidas com amor.

Nenhum comentário: