LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"À força de tanto ler e imaginar, fui me distanciando da realidade ao ponto de já não poder distinguir em que dimensão vivo" (Dom Quixote)

Seguidores

REFLEXÃO

“Seja qual for o país, capitalista ou socialista, o homem foi em todo o lado arrasado pela tecnologia, alienado do seu próprio trabalho, feito prisioneiro, forçado a um estado de estupidez.” (Simone de Beauvoir)





5 de abril de 2010

INTEMPORAL (Cacau Loureiro)


O solo dos amores é irrigado com lágrimas, mas,
somente alguns sabem chorar suas sementes...
Aos insensíveis, a solidão de dias frios, o silêncio
das almas sós.
Aos inertes de coração nem mesmo o broto da
esperança. Aos empedernidos a relva seca dos
campos mal cultivados.
Os incoerentes dizem saber amar, contudo, suas
palavras carecem das cores quentes dos verões

do corpo e seus olhos não trazem a luz que compõe
o arco-íris das primaveras que nos fazem renascer e
tornam-nos vitais para a natureza, fenecem diante
de quaisquer argumentos contrários, não vislumbram
que o mundo das emoções é complexo e, no entanto,
fascinante.
Quem teme a viagem do amor enterra o supra-sumo
da vida no fosso das desvalidas lamentações.
Um covarde não sabe amar, sabe sim, versar sobre
apegos e conta o tempo feito matemático, esquece-se
que o amor é filosófico, complexo, profundo, atemporal...
Quem somente pensa o amor morre como um calendário
antigo e tranca-se na gaveta do tempo, dentro de moveis
velhos e empoeirados, pois que amar é renovação constante,
assim como as folhas do outono; é despojamento de vaidades,
é o esquecimento de interesses.
Penaliza-me quem não sabe amar, porque tem o fruto maduro
nas mãos e não lhe toma o cheiro, não lhe prescinde o sabor,
não lhe experimenta a maciez, morre faminto posto que
não devora a vida...

6 comentários:

ValériaC disse...

Que lindo poema Cacau... o Amor... sempre o Amor... cada qual lida com ele ou com o que pensa ser ele a seu próprio modo... mas é algo que ninguém deve desistir de viver... é fundamental para todos...adorei este trecho:"Penaliza-me quem não sabe amar, porque tem o fruto maduro
nas mãos e não lhe toma o cheiro, não lhe prescinde o sabor,
não lhe experimenta a maciez, morre faminto posto que
não devora a vida..."
Maravilhoso...
Beijos amiga flor...

C@urosa disse...

Olá minha querida amiga Cacau Loureiro, a arte de quem sabe ou aprendeu a amar, às vezes com certeza, às vezes com dúvida...mas sempre amar.

Paz, harmonia e mais inspiração em seus dias,

forte abraço

C@urosa

Chiquinha Menduina disse...

Querida poetisa adorei vistar-te adorei tudo que li, e vi meu parabens, beijos

Silvana Nunes .'. disse...

Bom dia, cacau.
O amor sempre será mote de lindas poesias.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... deseja um bom dia para você.
Sdaudações Educacionais !

Jonathas Nascimento disse...

Ola Cacau,

Gostei da atmosfera do blog, do definicao do seu perfil, tudo atraente.

Estarei por aqui sempre que puder, se quiser visite o meu cantinho, ele tb sera seu.

Abracos

Cris Poulain disse...

Cacau adorei teu texto!
O amor é sempre foco,realmente,muitos querem amor,mas são incompetentes para buscá-lo,para os primeiros tempos,ou os momentos difíceis!
MAS AMAR É CUIDAR,QUEM AMA CUIDA!
ISTO para mim é amar bem,vale para família,amigos e amores!
que sigamos amando,sempre!