LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós." (Clarice Lispector)

Seguidores

REFLEXÃO

"Por mais que se mantêm em consideração as circunstâncias do tempo, do lugar, do gênio do povo, dos seus conhecimentos, de suas inclinações, falham os cálculos, desmoronam-se os edifícios, inutilizam-se os trabalhos e só se colhe o conhecimento de que não se acertou e que o coração do homem é um abismo insondável, e um mistério que se não pode entender". (Frei Caneca)




21 de abril de 2010

ESTRO (Cacau Loureiro)


Procuro ponderar... impossível!
Perdi a conta da profusão de pétalas que
jogaste aos meus pés.
No meu peito ofegante, na minha alma
errante da saudade arrasto as correntes.
A inspiração que me fascina é lírica,
elegíaca, apaixonante, lúbrica.
Como não suprir a sofreguidão?
Como não suster a lamentação?
Eu vôo como pomba branca entre os sinos
e os cimos dos enlevos, dos relevos da tua
longínqua cidade natal; por sobre os teus
campos abertos, por sobre os teus rios doces,
eu cruzo a tua riqueza, espontânea, natural.
Não mais te vejo como tu te vês em teu espelho...
as nossas rimas rosas, o meu sangue quente,
as nossas auras gêmeas, o meu desejo vermelho.
Tudo me atrai em tua lira, a tua matreira alegria,
a tua esbelta figura, a tua persuasão frontal,
objetiva, segura.
Procuro ponderar... impossível!
Perdi a conta da abundância de frissons
que me perpassam a espinha!...

7 comentários:

Jortas disse...

Eu vôo como pomba branca entre os sinos.
Adorei este verso.
Está nele a sonoridade do sino dolente na tarde calma.
está nele o vôo branco da pomba.
este verso é um quadro .
adorei!

Carlos Magno disse...

Cacau,
bom este seu blog, meu sobrinho Andre professor de Historia de sua filha me indicou.
depois quando puder da uma olhada tambem no meu blog
www.notasdeleituras.blogspot.com
bjs

C@urosa disse...

Olá minha cara amiga Cacau Loureiro, é o amor pleno que sempre flui em nossas vidas, e bem acompanhado com música de alta qualidade. Parabéns.

paz e harmonia,

forte abraço

C@urosa

Eduardo Aleixo disse...

Cacau doce escreveu poema cálido, mas sôfrego e liberto nas asas da pomba em direcção ao bosque imponderado e merecido do amor pleno...

Sandra Botelho disse...

gosto daqui...Teu blog tem cheiro de flor...
Vim te convidar a conhecer meu novo blog.
http://sandra-botelho.blogspot.com/
Te espero lá tá?
Bjos achocolatados

ValériaC disse...

Que maravilha seu poema Cacau...cheio de paixão, de vida,de sensualidade, de sentimentos mil... amei também o vídeo...
Tenha um lindo final de semana flor...
Beijos...

Maria José disse...

Amiga. Hoje estou passando aqui bem rapidinho só para retribuir sua visita ao Arca. Fiquei feliz com sua visita. Gostei do seu espaço e voltarei outra hora com mais calma e com a dedicação que merece. Beijos.