LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"À força de tanto ler e imaginar, fui me distanciando da realidade ao ponto de já não poder distinguir em que dimensão vivo" (Dom Quixote)

Seguidores

REFLEXÃO

“Seja qual for o país, capitalista ou socialista, o homem foi em todo o lado arrasado pela tecnologia, alienado do seu próprio trabalho, feito prisioneiro, forçado a um estado de estupidez.” (Simone de Beauvoir)





29 de outubro de 2009

ESPERA (Cacau Loureiro)


Nesta tarde ensolarada de outono
Sento-me em minha cama...
Em meu quarto claro, pensamentos
Voam como o vento fresco que
Fiel segue o sol...

A tarde bate fria em minha alma fechada.
Neste mundo vão, o que as pessoas
verdadeiramente serão nestas
histórias falsamente encantadas?

Sei que a canção que acompanha a
Brisa desfolha e despetala as flores
Do meu aprimorado jardim, cultivado
Com esmero nas estações conturbadas.

Mas, sei que o vento sopra ainda, rude,
Frio e triste na tela da vida colorida.
Amalgamando em nuanças sem par
Este momento aflito do meu peito.

O inverno ainda vem pela frente,
O sol ficará morno e fraco... tão
Tênue, quase morto.
E quando o verão voltar,
Ah! Quando o verão voltar...
Sorrirei de novo!...

Nenhum comentário: