LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós." (Clarice Lispector)

Seguidores

REFLEXÃO

"Por mais que se mantêm em consideração as circunstâncias do tempo, do lugar, do gênio do povo, dos seus conhecimentos, de suas inclinações, falham os cálculos, desmoronam-se os edifícios, inutilizam-se os trabalhos e só se colhe o conhecimento de que não se acertou e que o coração do homem é um abismo insondável, e um mistério que se não pode entender". (Frei Caneca)




7 de janeiro de 2010

IDENTIDADE (Cacau Loureiro)

Surpreende-me a passividade das pessoas, a vida é movimento, seja físico, mental, emocional. Tudo vibra no ser que se sente vivo, nada aplaca o contágio de quem tem entusiasmo mesmo nas dificuldades.
Pensar, projetar é importante, mas lançar-se ao desafio é algo para alguns. Não é questão de impulsividade e nem de falta de responsabilidade, se queremos algo precisamos buscar, investir para perder ou ganhar, arriscar, dar além da conta, principalmente quando a situação parecer-nos que não tem saída. Penso que para tudo na vida dá-se um jeito.
As pessoas, principalmente o povo brasileiro projeta coisas para muito longe, “o futuro”, como se vivêssemos mil anos, e sabemos que a vida passa rápido e o amanhã está mais perto que pensamos ou dimensionamos. Viver não é ir à rua para dizer, está vendo, estou em movimento, correndo atrás, não!! Correr atrás é doutrinar o espírito para alcançar o objetivo. Empreender no que se quer independe de quaisquer obstáculos; não se deixa para depois o que se quer ardentemente, se pôde deixar para depois, se não foi prioridade não era o desejo mais profundo, aí vem a onda do tempo e arrasta tudo, e normalmente para o nada, para a estaca zero, para o vazio. Eu digo que projetos adiados, são projetos encruados, perde-se o sabor, perde-se o tesão da coisa.
Um exemplo, você se programa para mudar algumas coisas na tua vida, e dedica-se a isso diante de todos os problemas, dificuldades, falta de apoio, até mesmo perseguições, porque há isso na vida cotidiana das relações humanas. Então você vê pessoas se entregando a coisas banais, pequenas, não fazem o esforço. Fazer o esforço está muito além do que freqüentar as aulas todos os dias, isto é obrigação, assim como o trabalho, o cuidar de si, de sua casa, o que fazemos além disso, chama-se esforço.
Empreender em nossos sonhos é impulsionar mais que músculos e pensamentos, é realmente estar disposto a pagar o preço da busca. É mergulhar de cabeça naquilo em que se acredita, é ir de fato ao encontro de nossos reais anseios e desejos. Ouvi dizer: morrer é fácil o verdadeiro desafio está em viver! Pessoas há que se recusam a viver e fecham-se em seus mundinhos e se acovardam ante às situações, ao menor impedimento estacionam, voltam atrás. Contribuir com a vida é andar para frente, é dirigir-se para o alto, é olhar com amplidão, é não ser restrito de alma.
Há pessoas que acham que podem aprender com professores, padres, pastores, mestres, gurus, contudo, a vida é uma grande escola, já dizia o nosso “Profeta Gentileza”. Tenho certeza que livros trazem conhecimentos, bons conselhos também (não de qualquer um), também a escola, a cátedra, a leitura de grandes mestres e filósofos; mas, onde aprendemos de fato, é na carteira da vida, nesta somos alunos e professores e temos que ter a integridade de saber-nos julgar bem aplicados ou não, nesta hora é que sabemos quem é quem; aquele que tem caráter para dizer, preciso melhorar, aquele que tem consciência para admitir, sim, eu errei, aquele que tem coragem para reconhecer, sim, fui covarde, aquele que tem verdade para entender que precisa amadurecer para apreender que o seu direito termina onde começa o do outro.
É indispensável deixarmos de olhar nossos próprios umbigos, faz-se urgente largarmos as atitudes imaturas, faz-se necessário admitirmos nossa infantilidade perante a vida; é imprescindível assimilarmos urgentemente que palavra dada é compromisso assumido e que quando entramos na vida do outro assumimos um grande compromisso, uma grande responsabilidade que é de colaborar para sua felicidade. A isso que eu chamo, verdadeira ‘identidade”. Porque o resto é posicionamento mesquinho, é discurso hipócrita, é atitude covarde!!

Nenhum comentário: