LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós." (Clarice Lispector)

Seguidores

REFLEXÃO

"Por mais que se mantêm em consideração as circunstâncias do tempo, do lugar, do gênio do povo, dos seus conhecimentos, de suas inclinações, falham os cálculos, desmoronam-se os edifícios, inutilizam-se os trabalhos e só se colhe o conhecimento de que não se acertou e que o coração do homem é um abismo insondável, e um mistério que se não pode entender". (Frei Caneca)




24 de agosto de 2009

DESEJO, DESEJAS, DESEJOS...


Tu sequer imaginas como
se afiguram os meus desejos.
Minha imaginação inventiva,
minha emoção criadora
transfiguram-te em minha alma,
desinquietam-me o espírito.
Resfolego em teus ouvidos,
transpiras sobre o meu corpo.
Toco-te sem receios, sinto-te
inteiro... pés, mãos, tórax,
pescoço, nádegas, só assim
te tenho apreço. Só assim eu
reconheço quanto tenho em poderio!
Suor escorre em minhas costas,
entre meus seios... surpresas
agradáveis, impulsos incontroláveis,
desejos e mais desejos.
Busco-te os lábios, encontro tua língua...
Explosões, libido, salivas... sensibilidades
orais, visuais, carnais. O teu gosto
desperta-me e domina-me.
Não quero, não posso mais dormir,
quero me sentir viva, vibrante ao
me dar a ti.
Delírios tantos, noite quente, enluarada,
frêmitos, nós dois de prazer tontos...
Estarei enamorada!
Teu corpo contra o meu desnudo em
tua cama, não me cala, só me encanta.
Cabelos em desalinho, versos ao pé do
ouvido, perdidos em uma só boca.
Teu corpo tenho inteiro, braços, abdome,
coxas; tuas mãos em minhas pernas, em
minhas ancas, prazer iminente, aperto
os travesseiros.
Tua nudez virilizada desatina a minha
cabeça tão pouco centralizada... gostos,
gestos, gozos... tesão. Sussurros, palavras
de emoção satisfazendo o meu corpo, mas
também meu coração.
Em teus braços sou fêmea indomável, és
o macho é me protege, incansável.
Pulso em teu enleio exausta, mas ainda
as minhas mãos apertam-te, arranham-te.
Cheiro tua pele, beijo o teu pescoço, roço
em teu dorso, refaço-me em teu gosto.
Sorrio-te em desafio, este prazer é tão
fluídico, esvai-se num curto lapso...
Teus dedos, teus beijos... desejo,
desejas, desejos, começo tudo de
novo.

Nenhum comentário: