LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós." (Clarice Lispector)

Seguidores

REFLEXÃO

"Por mais que se mantêm em consideração as circunstâncias do tempo, do lugar, do gênio do povo, dos seus conhecimentos, de suas inclinações, falham os cálculos, desmoronam-se os edifícios, inutilizam-se os trabalhos e só se colhe o conhecimento de que não se acertou e que o coração do homem é um abismo insondável, e um mistério que se não pode entender". (Frei Caneca)




21 de setembro de 2009

SILENTE


Não tem sentido olhar adiante
enquanto o teu coração está vazio.
Como poderei semear em um
solo que não está arado?!
Oro aos céus pela chuva, pelo
sol... cultivo tudo, até o mar
do teu desprezo.
Queria assim: você luz e eu
semente, mas não tem sentido
olhar adiante onde não te encontrarei,
pois que és sabedor daquilo
que me excita a pele, que me incita
à vida, que me exercita os dias.
Meu intento é descobrir o antídoto
para toda esta sensibilidade que
me aflora com um simples pensamento
em torno de ti.
Não queria que fosse assim, simplesmente...
Não tem sentido olhar adiante, mas
ainda sorvo vagarosamente teus
lábios, entrelaço ainda minhas mãos
por teus cabelos, e em tua língua
ainda salivo todo o meu desejo
imenso em ainda te ter.
São milhares as palavras que
invento, são centenas os rascunhos
dos meus versos, dezenas as estrofes
que não mereces.
Para ti não componho sequer mais um
soneto, é tudo! És todo o meu desassossego...
E ainda assim, tu feres todos os meus mais
nobres sentimentos com teu duro, frio e
indolente silêncio.

Nenhum comentário: