LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós." (Clarice Lispector)

Seguidores

REFLEXÃO

"Por mais que se mantêm em consideração as circunstâncias do tempo, do lugar, do gênio do povo, dos seus conhecimentos, de suas inclinações, falham os cálculos, desmoronam-se os edifícios, inutilizam-se os trabalhos e só se colhe o conhecimento de que não se acertou e que o coração do homem é um abismo insondável, e um mistério que se não pode entender". (Frei Caneca)




17 de março de 2010

CANTAREI (Cacau Loureiro)

Na desarmonia
dos meus passos,
cantarei a rebeldia
dos meus versos.
E se tolherem essa
voz que vem da alma,
rimarei os sonhos,
porque os meus
são livres.
Viverei de livres
versos, porque
soltos são os
caminhos da alma,
porque leve é a luz
que nela se espelha.
E se mesmo assim
ainda me tolherem
o cantar, viverei
do riso, porque o
riso é a minha alma,
porque minha alma
é riso.
Porque em minha alma
origina-se a vida.
Porque a minha vida
é canto!


5 comentários:

Angélica Lins disse...

Que belo Claudia!
Adorei mesmo.

Beijo

Caurosa disse...

Olá minha querida amiga Cacau, cantas sempre com a alma, e, seu canto será sempre belo...parabéns.

Paz e harmonia,

forte abraço


C@urosa

ValériaC disse...

Cacau querida, que lindo seu poema...cante, sonhe e sorria...tenha sua alma sempre feliz e livre... adorei a imagem e o vídeo é maravilhoso...
Beijos...

Cris Poulain disse...

LINDO!!!

Pedro Luso disse...

Cláudia,

Parabéns pelo belo poema, que presta uma homenagem aos versos livres, que é a forma poética mais expressiva, no meu entender.

Abraços,
Pedro.