LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós." (Clarice Lispector)

Seguidores

REFLEXÃO

"Por mais que se mantêm em consideração as circunstâncias do tempo, do lugar, do gênio do povo, dos seus conhecimentos, de suas inclinações, falham os cálculos, desmoronam-se os edifícios, inutilizam-se os trabalhos e só se colhe o conhecimento de que não se acertou e que o coração do homem é um abismo insondável, e um mistério que se não pode entender". (Frei Caneca)




17 de novembro de 2010

DISPARATE (Cacau Loureiro)

Muitos alçam seus próprios voos, um voo solo, e na amplidão
celeste suas visões ficam mais curtas, e mais micros e diminutas
as suas sensibilidades.
No macro que abarca a existência, há de se ter olhos de águia
para planar e avistar o mundo que aspiramos, o mundo ideal.
No expresso da vida, há a pressa dos presos, escravos do
dia-a-dia, há as correntes do mundo com gosto de sal da Terra.
E nesta viagem solitária, solitários estão, apreensivos
pensam que estão convictos de seus planos e rotas.
Ah! Como somos soberbos, irmãos da invigilância, amigos
somos das serpentes enfeitadas, do que reluz e não é ouro.
Espreitamos do alto as vidas alheias, os recônditos desconhecidos
dos anônimos da vida e com o dedo em riste apontamos soluções.
Indicamos aqueles que precisam do resgate urgente, da pseudo
salvação e não nos preparamos para nossas próprias tempestades,
não sabemos secar prantos, não sabemos plantar esperanças,
não sabemos colher amor.
Pensamos que em nosso plainar estamos isentos, estamos
a salvo das intempéries, não estamos sujeitos as aflições do
mundo, tampouco aos espinhos das rosas.
À medida que engolimos distâncias, distantes ficamos do
que nos é valioso, do que nos nutre o espírito, do que
nos investe de força e de coragem para o contínuo voo
da dignidade em nós, das reais vozes da liberdade.
Meu trem ainda não passou, minhas metas ainda as teço
com esmero, pois que meus sonhos ainda não morreram,
e o meu âmago, embora contrito, desconheça frustração.


2 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida

Um texto de vida, muito reala e para reflectir nele, adorei.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Pris Benedetti disse...

Adoro seus textos, esse é muito lindo, parabéns!
Ah, tem um selo pra ti lá no meu blog, http://spelhodeminhalma.blogspot.com

Um lindo final de semana.
Beijinhos