LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós." (Clarice Lispector)

Seguidores

REFLEXÃO

"Por mais que se mantêm em consideração as circunstâncias do tempo, do lugar, do gênio do povo, dos seus conhecimentos, de suas inclinações, falham os cálculos, desmoronam-se os edifícios, inutilizam-se os trabalhos e só se colhe o conhecimento de que não se acertou e que o coração do homem é um abismo insondável, e um mistério que se não pode entender". (Frei Caneca)




19 de agosto de 2010

VATE (Cacau Loureiro)


Busco em tua imagem distante
a inspiração nestes dias de mim
tão ausente.
A tarde é morna e nebulosa;
a tarde é longa e exasperante...
Intrigante é aspirar teus ares,
voar em tuas asas de aedo.
Em meu imenso azul és solitário
pássaro a planar sob as nuvens
de minha alma itinerante.
Calada, permaneço, quando minha
verve é distintamente loquaz,
entusiasta, versada.
Não sei sobre tudo, mas, ora sei
que não me bastam as palavras.
Quero permitir-me em tuas mãos,
revigorar-me em teus lábios
ardentes, aquecer-te com minha
pele calorosa, tocar-te agudamente
o espírito persistente, onisciente.
Há urgência em meu corpo...
O meu instinto ariano grita combativo,
contundente.
Conto amargamente o tempo lento,
irritante.
Sim, eu quero... deitar-me calma em
teu leito e repartir singularmente o
que sobeja em meu sequioso peito.

4 comentários:

Poesias Encantadas disse...

Olá Cacau,
Belas palavras para encerrar meu dia exaustivo; tu descreveu com maestria a ânsia do mar!

Um grande abraço para você!

AC disse...

Cláudia, você trata muito bem as palavras nessa sua ânsia de amar.

Beijo :)

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá amiga! Passando para te desejar um belo domingo e dizer que amei o poema. Muito profundo e dotado de muita sensibilidade.

Beijos,

Furtado.

Claudio Vilela disse...

esse grupo é um dos meus preferidos, ainda mais quando sabemos o objetivo das palavras. bjs