LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós." (Clarice Lispector)

Seguidores

REFLEXÃO

"Por mais que se mantêm em consideração as circunstâncias do tempo, do lugar, do gênio do povo, dos seus conhecimentos, de suas inclinações, falham os cálculos, desmoronam-se os edifícios, inutilizam-se os trabalhos e só se colhe o conhecimento de que não se acertou e que o coração do homem é um abismo insondável, e um mistério que se não pode entender". (Frei Caneca)




16 de junho de 2010

OUTONAL (Cacau Loureiro)


Num monumento
vislumbro a liberdade,
as asas que sequer
sonho em voar; o
cetim plúmbeo que
encobre a aurora
nova será breve,
como breves serão
nossas tristezas.
Perdidos estamos
em sonhos tantos...
estradas...
Por estes caminhos
que não possuem
sequer sinais, já é
outono... e por estes
lamaçais da vida, ainda
há flores brotando.


10 comentários:

ValeriaC disse...

Boa tarde florzinha...
Lindo seu poema... a imagem perfeita...música maravilhosa...um hino...
E assim é a vida...mesmo em meio as ruínas, as desgraças, a vida continua...insiste e persiste em Viver...

Beijos pra ti amiga!
Valéria

Wanderley Elian Lima disse...

O poema é lindo, mas o vídeo me fez lembrar da minha juventude na universidade. Lindo demais.
Bjs

Impulsiva disse...

Lindo!!!

"Perdidos estamos
em sonhos tantos..."
(Ando assim, rsrsrs)

Versos que são mais que poesia, a mim trouxe a sensação gostosa de esperança...

Beijos,
Kenia.

Poeta del Cielo disse...

muito lindo ... sem palabras saiba que vc tiene muita dulzura pra dizer o seus sentimentos tan lindos nos seus versos

te felicito.... muito lindo mesmo...

un beijo

bom comeco de semana

Caminhos Poéticos disse...

"Um amigo vem e segura a sua mão ou te abraça. Não perca essa oportunidade - porque Deus veio na forma da mão, do abraço, na forma do amigo".

(Osho)

Beijos de coração prá coração...M@ria

Carlos Vanilla, Escritor disse...

Cláudia Loureiro, no meio do abismo, ainda encontramos uma "flor" que luta constantemente para viver e mostrar a sua arte: "sua beleza"
Esta flor, significa a essência perdida da humanidade.
Lindo o seu blog, delicada como as almas das elementares, algumas por aqui e outras espalhadas pelo universo.

BLOG PONTO DE VISTA disse...

oi,
Seu blog é muito legal

http://jotabepontodevista.blogspot.com/

JB

Carlos Eduardo Louzada Madeira disse...

Essa canção se transformou num dos hinos de resistência à repressão militar instaurada no Brasil com o golpe de 64 e contribuiu (e muito) para o exílio do seu autor, Geraldo Vandré. Apesar de se relacionar diretamente com um dos períodos mais duros da nossa história recente, mantém um lirismo e uma leveza que não envelhecem, enfatizados aqui pela voz imponente de Zé Ramalho. Muito boa a escolha da música para acompanhar o seu belo texto. Parabéns pelo blog.

Luli disse...

De escrita doce e lírica,sempre estou lendo seus escritos...arrisquei-me a comentar,tinha de dizer que o mundo seria muito melhor,se houvesse mais trovadores(como você)...
Um abraço,
Luciana

Denise disse...

Adorei tudo que encontrei por aqui!

"...e por estes
lamaçais da vida, ainda
há flores brotando" diz tudo.
Belo, profundo e verdadeiro!

Bjos, Cacau!