LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós." (Clarice Lispector)

Seguidores

REFLEXÃO

"Por mais que se mantêm em consideração as circunstâncias do tempo, do lugar, do gênio do povo, dos seus conhecimentos, de suas inclinações, falham os cálculos, desmoronam-se os edifícios, inutilizam-se os trabalhos e só se colhe o conhecimento de que não se acertou e que o coração do homem é um abismo insondável, e um mistério que se não pode entender". (Frei Caneca)




24 de junho de 2011

GALANTE (Cacau Loureiro)

Consinta-me traçar em tua castidade
os meus caminhos de rochas, mas
também de mil sorrisos, pois contigo, em
sublime graça movo-me em contentamento,
ando em felicidade.
Permita-me em total ternura e desejos,
tocar tuas sinuosidades, porque nas vias
por onde sigo, as da honestidade, eu brinco
com pueris vaidades.
Conceda-me meu bem amado, viajar nas
tuas rotas para chegar além de mim, para
estar aquém do que mereces...
Mas, aceda-me ainda, inspirar-me em tuas
dádivas, benesses, permanecer em lavra
e cultivo de afetos, em palavras e gestos de
afagos, em sincera forma de amar-te.
Possibilite-me em corpo, alma e espírito,
em signos, sonhos e verbos, tecer este simples
rimalho de meiguice para te alcançar em ardor.
Em teu doce amplexo, querido faculte-me,
refazer-me todos os dias em teu distinto amor!...

Um comentário:

evandro mezadri disse...

Muito belo, Cacau!
Delicada, uma bela homenagem ao Fagner.
Grande abraço e sucesso!