LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"O que verdadeiramente somos é aquilo que o impossível cria em nós." (Clarice Lispector)

Seguidores

REFLEXÃO

"Por mais que se mantêm em consideração as circunstâncias do tempo, do lugar, do gênio do povo, dos seus conhecimentos, de suas inclinações, falham os cálculos, desmoronam-se os edifícios, inutilizam-se os trabalhos e só se colhe o conhecimento de que não se acertou e que o coração do homem é um abismo insondável, e um mistério que se não pode entender". (Frei Caneca)




4 de abril de 2011

FOGO MORTO (Cacau Loureiro)

Há nesta tarde um tênue sol a adentrar
minha janela...
O que será capaz de aquecer meu coração?...
Neste mundo de sonâmbulos só o amor
dormita.
Não há olhos capazes de ver o milagre da
vida;
Não há ouvidos aptos a ouvirem o som
do coração.
Há flores abandonadas no jardim dos
seres sós, fato é que a solidão é opção
dos frustrados e egoístas.
O caminho dos altruístas é como veleiro
no mar, não deixa rastros, e no entanto,
indelével a sua marca.
A minha história eu teço a cinzel, a ferro e
fogo, e todo aquele que veio a este mundo
a passeio, é fogo morto.

Um comentário:

Silviah Carvalho disse...

Poema muito bonito e forte, parabéns.