LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"À força de tanto ler e imaginar, fui me distanciando da realidade ao ponto de já não poder distinguir em que dimensão vivo" (Dom Quixote)

Seguidores

REFLEXÃO

“Seja qual for o país, capitalista ou socialista, o homem foi em todo o lado arrasado pela tecnologia, alienado do seu próprio trabalho, feito prisioneiro, forçado a um estado de estupidez.” (Simone de Beauvoir)





16 de outubro de 2013

AÇUCENA (Cacau Loureiro)


Doçura açucenal tem os teus lábios
capitosos...
Como não delibar supra bebida que
promana do teu peito ardoroso?!
És perfume preparado em primaveril
claridade, aconchego balsâmico para
todas as minhas dores,
Como posso abnegar tal sortilégio?
Destino caprichoso a encher-me a
alma farta com o doce dos teus olhos
langorosos, a mostrar-me estrada extensa
nos teus braços de premissas.
Quero repousar o meu olhar no teu... Poço
profundo de candidez inefável e infinita.
Quero me achar neste lirial de promessas
que tremula em minhas células rútilas e
que vibra em minha essência entusiasmada.
Flor rósea suavizante e perfumada que
germinou no meu jardim de deleites.
Hei de tocar-te o semblante como óleo
essencial que te desperta para a vida...
Esta bela face que se “acende em
carminação ardente dos frutos tropicais.”
Em mim és lírio gracioso...
És açucena-branca...
Nada mais!?...

Nenhum comentário: