LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"À força de tanto ler e imaginar, fui me distanciando da realidade ao ponto de já não poder distinguir em que dimensão vivo" (Dom Quixote)

Seguidores

REFLEXÃO

“Seja qual for o país, capitalista ou socialista, o homem foi em todo o lado arrasado pela tecnologia, alienado do seu próprio trabalho, feito prisioneiro, forçado a um estado de estupidez.” (Simone de Beauvoir)





4 de dezembro de 2012

SAZÃO (Cacau Loureiro)



Há canções de liberdade nos ventos que
me abraçam...
Até quando esperarei pelo pleno verão?!
As rimas do novo tempo já se prenunciam,
mas, ainda não chegou a chuva que
purifica o que é mais do que sagrado.
Dores, lágrimas e júbilo nesta tempestade
oculta em meu peito prestes a irromper.
Até quando esperarei pelo pleno verão?!
Promessas represadas nas mãos de ardilosos...
incautos crucificados sem perdão.
Não sei esperar pelo tempo que não vem
porque chronos e kairós não se compreendem,
não se acertam em meu relógio que não para!...
A poesia adormece silenciosa em ritmo
monossílábico de lamentos, sacrifícios vãos...
Estradas me apontam belíssimos caminhos
mas, os trilhos dos sonhos empilhados compõem
agudo acorde para os meus ouvidos.
Não aprendi a esperar pelo tempo que não vem,
pois preciso alimentar a minha alma e
necessito ser a música duradoura...
Até quando esperarei pelo pleno verão?!...

2 comentários:

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Cacau
Passo, com calma, bem antes da data, para desejar-lhe, com carinho fraterno, que vc tenha Boas Festas neste fim de ano!!!
"A felicidade é com a gota de orvalho numa pétala de flor, brilha tranquila, depois que leve oscila e cai como a lágrima de amor".
Que vc seja muito abençoada e feliz!!!
Bjs de Boas festas

Graça Pereira disse...

Hoje passo para te desejar um Feliz Natal e um 2013 em GRANDE!
beijo
Graça