LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"À força de tanto ler e imaginar, fui me distanciando da realidade ao ponto de já não poder distinguir em que dimensão vivo" (Dom Quixote)

Seguidores

REFLEXÃO

“Seja qual for o país, capitalista ou socialista, o homem foi em todo o lado arrasado pela tecnologia, alienado do seu próprio trabalho, feito prisioneiro, forçado a um estado de estupidez.” (Simone de Beauvoir)





1 de março de 2010

SALMO DÉCIMO TERCEIRO (Cacau Loureiro)


Pai de misericórdia, eu tenho assistido aos teus milagres
e não tenho como agradecer as bênçãos que tens derramado

em minha vida, por isso bendigo o teu nome!
Só espero em ti Senhor, pois que há muito não confio mais
nos homens e só em ti eu asilo-me e consolo-me. Porque
a superfície e o profundo dos homens se equiparam em
estreiteza e futilidades. Contudo, os homens passam,
assim como os seus valores volúveis e só o teu verbo
permanecerá.
Estive face a face com os lobos e sei que eles querem
o sangue que provém do cordeiro de Deus, eles preferem
a carne exposta dos teus fiéis devotos, mas tu oh Pai
sempre me foste escudo e broquel.
Busquei a paz e a justiça e conheci a ira dos impiedosos,
assim, as minhas lágrimas lavaram o meu próprio coração
e o prepararam para uma nova semeadura de fé em teu
nome e em tua honra.
Os torpes verão a minha transformação, posto que em tuas
mãos oh altíssimo, eu sou águia altaneira desbravando os teus

rincões, eu sou montanha divisando o mar dos desenganos
para em teu rio de brandura requerer o teu fresco batismo.
Sob as tuas asas oh, Pacífico não tenho medo do combate
porque antevejo o laurel daqueles que lutam por teu santo
nome e não há flecha que me fira, não há dor que me assombre,
não há impostor que eu tema porque tu oh Deus meu és meu
estandarte e flâmula para todo o sempre.
Andei em meio ao acampamento do inimigo e jamais contaminei
a minha alma, pois que teus anjos foram-me guias.
Que eu permaneça Senhor sob o teu pendor de crédito,
pois que a raça humana anda a deriva e eu já caminhei
de vendas na malta dos cegos de espírito e tu protegeste-me
para que eu não sucumbisse ao abismo. Por isso te dou
glória, por isso entoo hosanas.
Eu fito a minha seara e ainda me sinto digno, posto que
nunca corrompi a cousa alheia, mas dei meu suor e meu
sangue àqueles que nunca me foram adequados porque
os aviltadores não trazem valores de berço, desconhecem
Pai a tua dignidade.
Eu conheço a minha mãe e o meu pai, eu reconheço a
minha prole e sei que a essência do bem vive neles,
ouça Deus meu o meu cântico porque meu espírito anda
aliviado e o meu fardo hoje é leve por tua generosa permissão.
Ouça meu Deus o meu salmo de fé e graças por teres tirado
do meu celeiro o fruto apodrecido e também arrancado do meu
pasto toda a erva nociva. Graças a Deus!

3 comentários:

ValériaC disse...

Querida Cacau, seu Salmo é tão belo...tão bom nos entregarmos plenamente ao nosso Pai Eterno...não tem maior alegria, maior proteção... nada nos traz mais paz e Amor...nunca nos arrependemos de estar com "Ele" em nossas vidas...
Beijos amiga...

ALİ EKBER ÇELİK disse...

trigo
coletando
eu também
muitos
eu amo
claudia

PALOMA disse...

Gracias por acercarme a tu blog ,te sigo cerquita ..bonita cancion ,bonito blog .

Un besito .