LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"À força de tanto ler e imaginar, fui me distanciando da realidade ao ponto de já não poder distinguir em que dimensão vivo" (Dom Quixote)

Seguidores

REFLEXÃO

“Seja qual for o país, capitalista ou socialista, o homem foi em todo o lado arrasado pela tecnologia, alienado do seu próprio trabalho, feito prisioneiro, forçado a um estado de estupidez.” (Simone de Beauvoir)





9 de agosto de 2011

A CAVALEIRO (Cacau Loureiro)

Estrelas serpenteiam o céu com suas luzes
exuberantes...
Como um coração pode conter tanta força
e coragem, ao mesmo tempo fome e
dissabores?!
As canções do caminho fortalecem esperanças,
recriam sonhos encantados.
A luz só desperta aquele que vê o céu...
E eu olho as nuvens como passageiro de
promessas, como guerrilheiro das savanas,
como integrante das infinitas caravanas da
existência... viajor... eu prossigo cavaleiro
andante diante dos temporais.
Não sigo discursos, eu reconheço os sinais,
não estendo bandeiras, distingo o amor.
Hoje moro nos desertos dos homens que
jamais foram humanos, estereótipos dos
pseudoimortais.
O meu compromisso é com a vida, porque
ela é o valor maior que impulsiona os meus
passos, a mola mestra que me esclarece
o espírito e que me move equidistante ao
progresso, tão próxima ao sol. Ademais,
aos mortos-vivos não me permitirei jamais!...

2 comentários:

O Conde disse...

Belíssimas palavras Cacau! Não devemos nos tornar zumbis nesse mundo louco que vivemos. Somos destinados a fazer a diferença, e que assim seja!

O Conde disse...

Belíssimas palavras!