LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"À força de tanto ler e imaginar, fui me distanciando da realidade ao ponto de já não poder distinguir em que dimensão vivo" (Dom Quixote)

Seguidores

REFLEXÃO

“Seja qual for o país, capitalista ou socialista, o homem foi em todo o lado arrasado pela tecnologia, alienado do seu próprio trabalho, feito prisioneiro, forçado a um estado de estupidez.” (Simone de Beauvoir)





12 de junho de 2013

VIÇO (Cacau Loureiro)


Abrando o meu verbo veemente para
repousar minha fronte em teu peito forte...
Nada há neste mundo que me faça te
perder pelo caminho porque tu és a trilha
mais segura a seguir...e o meu espírito
acompanha-te incontinente!...
O tempo em nós não mais é marcado
pelas horas, a pulsação é o nosso ritmo,
a pulsão é a nossa fome, porquanto meu
querido, o céu desce e eleva-se no horizonte
todos os dias para te dizer do meu amor
imensurável.
És vigoroso como as ondas que batem nas
pedras intentando-lhes as fendas em que
possas transpassar com tua inquebrantável fé.
Eu grasso por tua graça estonteante,
encantada por ter tido este encontro.
E bebo em ti toda ternura que só tu sabes
dar, e eu teço todos os dias o meu afeto
porque só tu me ensinaste o afeiçoar.
E eu desperto feliz ao vislumbrar as tuas
cores e flores, arco-íris sem fim, primaveras...
Prata e carmim é deitar contigo em teu dossel de
amores... morrer e nascer, e sobretudo é renascer
sempre em ti e contigo para estar comigo.
 

Um comentário:

Rosemildo Sales Furtado disse...

Oi Cacau! Passando para te cumprimentar e me deliciar com aleitura de mais uma das tuas belas criações.

beijos e muita paz pra ti e para os teus.

Furtado.