LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"À força de tanto ler e imaginar, fui me distanciando da realidade ao ponto de já não poder distinguir em que dimensão vivo" (Dom Quixote)

Seguidores

REFLEXÃO

“Seja qual for o país, capitalista ou socialista, o homem foi em todo o lado arrasado pela tecnologia, alienado do seu próprio trabalho, feito prisioneiro, forçado a um estado de estupidez.” (Simone de Beauvoir)





9 de janeiro de 2012

LAÇOS DE AFETO (Cacau Loureiro)

Belo amanhecer, pois há uma luz a brilhar
nalgum lugar...
Só olhando para o alto constatamos que o céu
é azul e que há pássaros que sobrevoam
nossas cabeças num ir e vir de renovação.
Há cânticos por todos os lados, bálsamos do
Criador a curar nossas feridas.
Eu enxergo, eu verdadeiramente vejo quão
pequenos grãos de areia somos neste imenso
mar de vida!...
Sentidos aguçados também trazem sofrimento,
porque a olhos vistos os homens se degeneram
na intolerância, no desprezo e na ambição.
Desmedido descaso extermina laços de afeto,
preciso é que cresçamos no outro em entendimento,
mas, onde há pedras não germinam boas sementes.
Para o bem só há um verbo, ação.
Somente os fortes sabem sobre amar...
Quisera eu poder entender, no entanto, choro.
Quisera eu poder entender, no entanto, oro.
Quisera eu poder entender, no entanto, vivo.
Quisera eu poder entender, no entanto, amo!...

Um comentário:

Graça Pereira disse...

Um poema quw é quase um apelo neste começp de ano. Maravilhoso.
Um 2012 muito felis para ti.
Beijo
Graça