LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"À força de tanto ler e imaginar, fui me distanciando da realidade ao ponto de já não poder distinguir em que dimensão vivo" (Dom Quixote)

Seguidores

REFLEXÃO

“Seja qual for o país, capitalista ou socialista, o homem foi em todo o lado arrasado pela tecnologia, alienado do seu próprio trabalho, feito prisioneiro, forçado a um estado de estupidez.” (Simone de Beauvoir)





27 de novembro de 2011

PASSAVANTE (Cacau Loureiro)

Diante do tempo, das colinas da vida,
sou peregrino da dor...
Diante da luz eterna que mãos me amparam?!
Nos pilares que erigiram meu caráter,
somente um deu-me sustentação e alento.
Neste mundo de muitos deuses, só a um
  eu clamo em lamento, porque somente
 
Ele tira o véu de minha alma, e não mascaro
 
o meu desgosto, posto que diante D’ele
 
criança coloco-me, novata sou no espaço
 
do eterno infinito.

  Deixo-me ao vento dos dissabores, contudo,
 
a mão do mestre é-me elmo e defesa.

Como diz o profeta, somente com os meus
  olhos verei a recompensa dos ímpios.
 
O tempo cura as feridas, e todos e tudo passaremos,

  assim como indefesos passarinhos.
 
O arauto da vida transforma o mundo, pois
 
que somente Ele, é justiça e amor.

Um comentário:

Sonhadora disse...

Minha querida

Um poema melancólico e ao mesmo tempo doce, como o amor.


Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora