LÍRICOS OLHARES

LÍRICOS OLHARES

PENSAMENTO DO DIA

"À força de tanto ler e imaginar, fui me distanciando da realidade ao ponto de já não poder distinguir em que dimensão vivo" (Dom Quixote)

Seguidores

REFLEXÃO

“Seja qual for o país, capitalista ou socialista, o homem foi em todo o lado arrasado pela tecnologia, alienado do seu próprio trabalho, feito prisioneiro, forçado a um estado de estupidez.” (Simone de Beauvoir)





21 de agosto de 2013

VIRAÇÃO (Cacau Loureiro)

 

Jogo minhas rosas ao mar... não como um
rito, uma devoção, mas, com a convicção de
que o que lançamos como esperança pode
nos voltar como promessa.
E eu exorto a confiança para que ela seja
a âncora que me encoraja a seguir no mar
encapelado dos meus dias. Rogo também
pela calmaria, num silêncio que me chega a
ser imolação.
As vagas da incompreensão são como harpias,
rondam bombordo e estibordo de um navio
em profusão; sustam-me o ar, tiram-me os
pés do chão... tornam-me marinheiro ébrio na
proa de um navio e faz-me divagar em canções
de sirenas maviosas onde lágrimas e águas
misturam-se num roldão... chuva, vento, furacão!
Retomo a coragem de insigne descobridor
e fiel desbravador de tantas águas vastas para
seguir adiante com a bússola da inquietação a
me abrir os mares do espírito e a me extrair os
males do corpo que implora por ressurreição.
Eu almejo sonhadoramente descansar na areia
quente deste vasto continente que se chama

amor!...